Descubra como evitar vidros embaçados no carro em dias de chuva

No verão, época mais quente do ano, a incidência de chuva é muito maior, o que dificulta a vida de pedestres e motoristas. No carro, a maior dificuldade enfrentada são os vidros embaçados, que dificultam a visão e podem até causar acidentes.

O embaçamento ocorre porque, em dias de chuva, a temperatura dentro do automóvel fica maior do que a de fora e, combinado ao vapor de água que sai junto com a nossa respiração, cria o efeito de condensação no vidro.

Isso significa que, com vidros fechados e pouca circulação de ar, a temperatura dentro do carro se eleva, e a externa, devido à chuva, diminui. Quando a água em estado gasoso encosta no para-brisa, ela volta em estado líquido, formando gotículas e água e embaçando os vidros do carro.

Mas então, o que fazer quando você estiver no trânsito e o vidro embaçar? Confira algumas dicas da Jacar:

Evitando vidros embaçados com ar-condicionado

O ar-condicionado ainda é a melhor opção para evitar que os vidros do carro se embacem. Essa é uma das suas funções mais importantes dentro do veículo. O ar condicionado é eficiente porque sua finalidade é puxar o ar úmido de dentro do veículo, mantendo o ambiente com uma temperatura adequada e com os vidros limpos.

Existem pessoas que não são fãs do ar condicionado, seja pelo fato de aumentar o consumo de combustível ou porque não se adapta a temperaturas mais baixas. Para essas pessoas, a Jacar separou outra dica que também é eficaz contra vidros embaçados.

Mistura milagrosa para evitar vidros embaçados

Coloque um pouco de detergente sem cor em um pedaço de pano ou papel e espalhe pelo para-brisa do veículo e nos demais vidros e espelhos. Isso ocorre porque o detergente quebra a tensão superficial da água. Dessa forma, as gotículas de vapor ficam impedidas de se acumular no vidro.

Agora que você já sabe como evitar vidros embaçados em seu automóvel, vai poder pegar a estrada nesse verão bem mais tranquilo! Além dessas, você já usou alguma técnica diferente para desembaçar os vidros do seu carro? Conta pra gente nos comentários!

 

3 cuidados básicos com faróis que fazem a diferença

Peças essenciais do veículo, os faróis do carro estão entre os itens mais importantes para a segurança do motorista e passageiros. Eles garantem maior visibilidade em ruas e rodovias, além se ser útil na comunicação entre os motoristas. Caso esteja quebrado ou em mau funcionamento, aumenta consideravelmente as chances de colisões e acidentes. Por isso, ter alguns cuidados básicos com faróis do carro é fundamental para uma viagem segura.

Confira algumas dicas!

Verificação de vedação e lentes

Ao notar o acúmulo de água no interior dos faróis ou a formação de gotículas na parte interior deles, procure um especialista para ajustar a vedação deles. A água pode ser uma grande vilã para os faróis, por isso, ao identificar esses sinais é importante fazer a vedação dos mesmos. O acúmulo de água nos faróis pode gerar uma pane no sistema elétrico e comprometer a segurança do veículo.

 Cuidado com os efeitos do clima

Você já deve ter visto veículos circulando com os faróis com aspectos amarelados e opacos, certo? Mas você sabia que isso acontece por causa dos efeitos do clima? Chuva, altos índices de radiação solar e excesso de umidade e luz podem danificar os faróis. Dentre os cuidados básicos com faróis você pode:

  • Evitar a exposição constante do automóvel a chuva e raios solares;
  • Procure garagens com cobertura ou espaços públicos que sejam protegidos da luz;
  • Em caso de chuva de granizo, busque abrigo. Além de danificar os faróis, o granizo também pode amassar a lataria do carro.

Se o farol já está danificado:

Quando há danos em sua fixação, o recomendado é o reparo ou a substituição do conjunto. Já para opacidade de lente, recomenda-se o serviço de polimento. É importante procurar um local de confiança, pois há variedade de lentes, que podem ser de policarbonato ou vidro.

Com esses cuidados básicos com faróis, além de mais seguro, seu carro vai estar muito mais bonito. Para mais dicas acesse nossa página no Facebook ou nos faça uma visita. Esperamos por você!

4 dicas para a uma boa manutenção do estepe do seu carro

Todo motorista sabe que é imprescindível para sua segurança tomar alguns cuidados com os pneus do seu carro. Calibragem, balanceamento e alinhamento estão dentre as manutenções periódicas que devem ser feitas com o veículo. Mas será o estepe do carro também é lembrado com a mesma importância?

O estepe do carro é uma peça fundamental do veículo. Caso algum dos pneus fure ou haja qualquer outro problema, é o estepe o grande salvador. Apesar de na maioria das vezes ficar guardado dentro do porta-malas, ele tem a mesma importância para a segurança do veículo quanto os demais pneus que estão sendo utilizados.

Por isso, separamos algumas dicas que vão ajudá-lo a manter o estepe sempre pronto para ser utilizado. Confira!

Calibragem

Calibre o pneu sempre a cada 15 dias ou quando for calibrar os demais pneus do veículo. Assim como os pneus que estão sendo utilizados, o estepe também possui um valor de calibragem indicado no manual do veículo. É importante que ele seja calibrado sempre com a carga máxima, porque com o decorrer do tempo, guardado no porta-malas, ele vai perdendo sua pressão.

Tamanho do pneu

Alguns veículos possuem o estepe menor do que os demais pneus. Mas lembre-se: o aro deve ser do mesmo tamanho, apenas a largura da banda de rodagem que pode ser menor. Além de mais barato, o estepe com o pneu mais fino também é mais leve. Ele deve ser utilizado apenas em casos de emergência, quando um pneu fura na estrada, por exemplo. Não é recomendado que o motorista circule com esse pneu, é importante que ele seja substituído por um pneu igual aos outros o quanto antes.

Estepe careca

O estepe, assim como os demais pneus, também não pode estar careca. A profundidade mínima deve ser de 1,6 milímetros nos sulcos. Caso seja pego andando com um estepe careca, o motorista pode tomar multa. Para que isso não ocorra, evite usar o estepe mais que o necessário e não os utilize no rodízio dos pneus.

Prazo de validade

Normalmente, um pneu dura cerca de cinco anos. Passado esse tempo, a borracha começa a se deteriorar por causa da pressão, temperatura e umidade do ambiente. Ao calibrar o estepe, é importante que o motorista verifique se não há rachaduras ou defeitos no pneu.

Além disso, carros que possuem o estepe do lado de fora, como SUVs e off roads, precisam ter os cuidados redobrados. Por ficar exposto às condições climáticas, o estepe desses carros possui uma vida útil menor do que a dos estepes que ficam guardados.

Nesse caso, escolha uma capa de qualidade para o estepe e evite materiais derivados do petróleo, pois seus componentes químicos podem deformar o pneu.

Para mais dicas como essa, acesse o nosso facebook ou canal do youtube. Você também pode nos fazer uma visita na Avenida Presidente Itamar Franco, 2828 – São Mateus. Esperamos por você!