Descubra como evitar vidros embaçados no carro em dias de chuva

No verão, época mais quente do ano, a incidência de chuva é muito maior, o que dificulta a vida de pedestres e motoristas. No carro, a maior dificuldade enfrentada são os vidros embaçados, que dificultam a visão e podem até causar acidentes.

O embaçamento ocorre porque, em dias de chuva, a temperatura dentro do automóvel fica maior do que a de fora e, combinado ao vapor de água que sai junto com a nossa respiração, cria o efeito de condensação no vidro.

Isso significa que, com vidros fechados e pouca circulação de ar, a temperatura dentro do carro se eleva, e a externa, devido à chuva, diminui. Quando a água em estado gasoso encosta no para-brisa, ela volta em estado líquido, formando gotículas e água e embaçando os vidros do carro.

Mas então, o que fazer quando você estiver no trânsito e o vidro embaçar? Confira algumas dicas da Jacar:

Evitando vidros embaçados com ar-condicionado

O ar-condicionado ainda é a melhor opção para evitar que os vidros do carro se embacem. Essa é uma das suas funções mais importantes dentro do veículo. O ar condicionado é eficiente porque sua finalidade é puxar o ar úmido de dentro do veículo, mantendo o ambiente com uma temperatura adequada e com os vidros limpos.

Existem pessoas que não são fãs do ar condicionado, seja pelo fato de aumentar o consumo de combustível ou porque não se adapta a temperaturas mais baixas. Para essas pessoas, a Jacar separou outra dica que também é eficaz contra vidros embaçados.

Mistura milagrosa para evitar vidros embaçados

Coloque um pouco de detergente sem cor em um pedaço de pano ou papel e espalhe pelo para-brisa do veículo e nos demais vidros e espelhos. Isso ocorre porque o detergente quebra a tensão superficial da água. Dessa forma, as gotículas de vapor ficam impedidas de se acumular no vidro.

Agora que você já sabe como evitar vidros embaçados em seu automóvel, vai poder pegar a estrada nesse verão bem mais tranquilo! Além dessas, você já usou alguma técnica diferente para desembaçar os vidros do seu carro? Conta pra gente nos comentários!

 

8 situações que podem danificar a pintura do carro e como evitá-las

Não importa a data de fabricação, se é total flex ou só aceita um tipo de combustível. Não importa se o câmbio é automático ou se os bancos são de couro. Se a pintura do carro está em dia, lustrosa e brilhante, o carro parece novo!

Mas para que a pintura do carro esteja sempre em condições perfeitas, é preciso tomar alguns simples cuidados de manutenção, evitando algumas situações que causam grandes danos ao automóvel.  Por isso, separamos 7 formas de evitar que a pintura do carro seja danificada. Confira:

Não estacione o carro próximo a árvores

Sim, a sombra que uma árvore projeta é bem tentadora em dias de sol escaldante. Mas, além do abrigo da luz, as árvores também servem de morada para pássaros.  E é aí que mora o grande problema. As fezes das aves são corrosivas e podem provocar manchas na pintura do carro. Caso isso ocorra, procure remover o quanto antes, utilizando um pano de microfibra úmido com água. Jamais tente raspar a casquinha que se forma do dejeto, isso pode arriscar a pintura do carro.

Procure abrigo durante chuva de granizo

Comuns durante o verão, as chuvas de granizo podem dar grande prejuízo para a pintura do carro. As pedrinhas de gelo que caem podem rachar a pintura e até mesmo amassar a lataria e quebrar vidros do carro. Caso isso ocorra, não demore a procurar um profissional para fazer o reparo. Além de danificar a pintura do carro, o impacto da pedra pode causar infiltração de água e enferrujar a lataria.

 Cuidado com temperaturas extremas

Cuidado ao expor o veículo a temperaturas muito altas ou baixas. Muito frio pode craquelar o verniz. Já deixá-lo exposto a muito calor pode modificar a tonalidade da cor. Porém, fatores como esses ocorrem apenas se o automóvel ficar exposto durante muito tempo, em temperaturas acima de 35 graus ou abaixo de zero. Vale ressaltar que carros novos e mais modernos possuem pinturas preparadas para isso, com camada de verniz bastante resistente. Esse fenômeno costuma ocorrer apenas com veículos mais antigos.

 Evite áreas com muita poeira

Não estacione o carro próximo a lugares com muita poeira, como construções, por exemplo. Por causa da grande concentração de materiais em pó, como o cimento, esses locais se tornam perigosos para a pintura do carro. Para remover esses sedimentos, molhe bastante o carro com água, isso irá tirar a poeira e amolecer o cimento endurecido, evitando riscos no automóvel.

Estradas novas podem não ser uma boa opção

Resquícios de material asfáltico podem acabar grudando sobre a pintura, principalmente quando há reparos recentes na via. O piche é derivado do petróleo, portanto, não pode ser removido apenas com água. Utilize produtos a base de solvente para remoção, como querosene por exemplo. Para isso, encharque o pano com o produto e o deixe agir um pouco para amolecer. É recomendado lavar o veículo com água e sabão neutro após a utilização de qualquer produto químico.

Lave o carro com produtos adequados

Na hora de lavar o carro não há mistério: a dupla água e sabão neutro resolvem muito bem o problema. Evite o uso de produtos de limpeza não apropriados para o carro, pois isso pode provocar grandes problemas na pintura principalmente quando não removidos completamente. Procure por produtos com PH neutro para limpeza do automóvel.

Combustível só no tanque

É sempre importante verificar se, durante o abastecimento, ocorreram respingos de gasolina, diesel ou etanol sobre a pintura. Se isso acontecer, remova imediatamente com água e sabão neutro. Caso perceba tarde demais, leve o veículo à uma funilaria para fazer o polimento especializado para remoção.

 Opte por tecidos de microfibra

O pano ideal para limpeza do carro é o de microfibra, pois possui pequenos furos que “guardam” a sujeira, evitando que fiquem na parte superficial, riscando o veículo. Lave o pano em uma máquina de lavar com centrifugação, pois higienizá-lo e torcê-lo a mão pode estourar suas fibras, o que acabará com os micro furos. O mesmo pano pode ser utilizado até perder sua maciez. Vale lembrar que o ideal é começar a limpeza do automóvel pelas partes superiores, como o teto, onde há menor concentração de sujeira, deixando as partes de baixo por último.

Com esses simples cuidados você vai conseguir manter a pintura do carro sempre bonita! Confira mais dicas nosso Facebook ou nos faça uma visita na Avenida Presidente Itamar Franco, 2828 – São Mateus. Esperamos por você!